Universal desmente pastores angolanos

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola desmentiu a 29 de Novembro, em comunicado, as alegações de mais de 300 bispos e pastores angolanos que acusam a entidade religiosa de evasão de divisas e esterilização forçada.

Angola /
30 Nov 2019 / 17:49 H.

Assinado pelo Bispo António Pedro Correia da Silva, no comunicado o clérigo repudia “a rede difamatória e mentirosa que se difundiu” nos últimos dias.

O presidente do Conselho de Direcção da IURD afirma que estão a ser tomadas as medidas “judiciais cabíveis” para responsabilizar os autores da suposta “rede difamatória”, avançou o Jornal de Angola.