Sindika Dokolo foi a sepultar em Londres

Os restos mortais de Sindika Dokolo foram a sepultar, ontem, em Londres. O empresário morreu no dia 29 de Outrubro, no Dubai, quando fazia mergulho livre, no norte da ilha de Deira

Luanda /
18 Nov 2020 / 14:36 H.

Sindika Dokolo, 48 anos, nasceu no antigo Zaire, actual República Democrática do Congo, tendo passado a infância na Europa. Em 2002, casou com Isabel dos Santos, filha do ex-Presidente de Angola José Eduardo dos Santos, em Luanda.

O casal mudou-se no início de 2020 para o Dubai, após a abertura de diversas investigações a Dokolo, juntamente com a sua mulher, por alegadamente desviar propriedades do Estado angolano, que determinaram o arresto preventivo de participações de Isabel dos Santos e de Sindika Dokolo, em empresas como a Unitel, o BFA, o BIC Angola e a ZAP.

Sindika Dokolo é conhecido por ser um dos rostos da oposição da República Democrática do Congo (RDC) e um dos promotores do regresso da arte africana, exposta na Europa, à África, reparando aquilo que considerava ser uma consequência da colonização do continente.

O Museu Nacional da República Democrática do Congo (RDC), em Kinshasa, vai estar aberto hoje ao público, para prestar homenagem e condolências ao empresário congolês Sindika Dokolo.