Portugal trava contrabando de cigarros vindos de Angola

Uma passageira angolana procedente de Luanda viu apreendidos 84 mil cigarros no Aeroporto de Lisboa, estando em causa a fuga ao pagamento de direitos aduaneiros, IVA e imposto sobre o tabaco, anunciou, sexta-feira, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) de Portugal

Luanda /
12 Jan 2020 / 12:41 H.

Em comunicado disponibilizado no seu site, a AT refere que, “no âmbito da defesa da fronteira externa, mais especificamente do controlo aduaneiro de passageiros”, a AT, através da Alfândega do Aeroporto de Lisboa, “procedeu, no decurso do controlo à bagagem transportada por uma viajante de nacionalidade angolana, à apreensão de 84 mil cigarros”.

“A viajante era procedente de Luanda, via Casablanca, e transportava o tabaco em cinco bagagens de porão”, adianta a AT, acrescentando que os cigarros são das marcas Pall Mall e Rothmans.

Segundo Jornal de Angola, o tráfico de cigarros que parte de Luanda para Lisboa é recorrente, em situações na maior parte das vezes não detectadas pelas autoridades daquele país.