Obras do centro de saúde a 95% da execução física

As obras de reabilitação, ampliação e apetrechamento do centro de saúde da comuna da Bela Vista, município do Ambriz, na província do Bengo, decorrem a bom ritmo e encontram-se numa fase de execução física e financeira na ordem dos 95%.

Luanda /
16 Out 2020 / 11:04 H.

Inserido no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), além das obras de reabilitação do centro de saúde da Bela Vista, o município do Ambriz está contemplado com oito projectos, quatro dos quais estão em execução. O Estado desembolsou 510 milhões 389 mil 249 Kz.

Ainda no município, estão a ser reabilitadas e ampliadas as escolas primárias António Luís e Augusto Ngangula, e um centro de saúde, em curso na comuna do Tabi.

Em declarações à imprensa, o administrador municipal interino do Ambriz, Elevandro Ferreira, disse que os atrasos em relação à execução física deveram-se a correcções. Sublinhou que recentemente foi lançado o concurso público para adjudicação das empreitadas dos remanescentes projectos do PIIM no município.

O responsável disse que no município 14 empresas candidatas concorrem para diferentes obras, com destaque para construção e apetrechamento de três escolas, electrificação e expansão da rede eléctrica das sedes comunais da Bela Vista e Tabi.

O projecto de electrificação nas duas comunas (Tabi e Bela Vista) vai beneficiar cerca de 15 mil habitantes. Também este ano, reiniciam os trabalhos de terraplenagem e asfaltagem dos sete quilómetros das principais artérias da sede municipal do Ambriz.

De acordo com Elevandro Ferreira, as obras foram interrompidas há mais de dois anos por dificuldades financeiras e da suspensão do Programa de Investimento Público (PIP), passando agora para o PIIM.

No município do Ambriz, 38 postos de trabalho foram criados no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), número que poderá aumentar nos próximos tempos, com adjudicação de novas obras.

O município do Ambriz, localizado a cerca de 127 quilómetros da cidade de Caxito, sede da província do Bengo, tem uma população estimada em 17.575 habitantes, que se dedica, na sua maioria, à pesca artesanal e à agricultura de subsistência. A circunscrição compreende as comunas de Ambriz (sede), Tabi e Bela Vista.