Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos afina mecanismos de atribuição do BI na Rússia

A secretária de Estado Ana Celeste, que trabalha em Moscovo desde segunda-feira, reuniu-se também com representantes da comunidade estudantil, onde os assuntos ligados ao pelouro da Justiça dominaram a conversa.

Luanda /
11 Mai 2022 / 08:50 H.

A secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste, trabalha, em Moscovo, com a Missão Diplomática de Angola na Rússia na afinação dos mecanismos de recolha de dados para o registo de nascimento, atribuição do Bilhete de Identidade, Registo Criminal e de outros actos inerentes à cidadania.

Ana Celeste faz-se acompanhar de uma delegação de especialistas composta pelo coordenador técnico do Programa Nacional de Massificação do Registo de Nascimento e atribuição do Bilhete de Identidade, Fernando Fortes, e pela técnica da Direcção Nacional de Identificação, Registo e Notariado, Gerusa Gomes., que procedeu a esclarecimentos ligados a aspectos jurídicos.

A secretária de Estado Ana Celeste, que trabalha em Moscovo desde segunda-feira, reuniu-se também com representantes da comunidade estudantil, onde os assuntos ligados ao pelouro da Justiça dominaram a conversa.

O responsável pela área consular, Jorge Kachava, pontualizou, na ocasião, que a maior parte dos actos ligados aos serviços do sector da Justiça, praticados pela missão angolana na Rússia assentam na renovação do Bilhete de Identidade, uma vez que grande parte de membros da comunidade é estudante.

Jorge Kachava explicou ainda que desde a abertura do posto, em Janeiro deste ano, o serviço consular recebeu mais de 100 processos, emitiu, até agora, 51 Bilhetes de Identidade, e procedeu à entrega de 32. Foram emitidos, ainda, 11 certificados de registo criminal.

Temas