Metade dos casos de contaminação acontece no seio da juventude

O governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, revelou que mais de 50% de contaminações da COVID-19, na província, acontece no seio da juventude, que “não cumpre, com rigor, as medidas de biossegurança”.

Luanda /
17 Nov 2020 / 10:42 H.

O governante, que falava durante um encontro com jovens activistas sociais, disse que devido ao comportamento negativo, muitos jovens levam o vírus para casa, pondo em risco não só a sua vida, como a dos pais e avós, que são do grupo de risco. Destacou que muitas crianças não vão à escola, porque têm em casa pessoas vulneráveis e o Decreto Presidencial acautela esta situação para evitar que levem o vírus a doentes crónicos e cidadãos com idade avançada.

O governador aconselhou os jovens a evitarem ajuntamentos na via pública para eliminar a propagação da pandemia na província.

Júlio Bessa disse que as unidades sanitárias da província não estão equipadas, nem têm técnicos suficientes para fazer face a uma eventual propagação do novo coronavírus.

Sublinhou que a província conta com apenas cinco ventiladores, número irrisório para atender os pacientes que precisam de ventilação.

Acrescentou que, se o número de doentes graves passar de cinco, muitos não terão assistência e correm sério risco de morrer.

Júlio Bessa realçou que, por este facto, os jovens devem evitar ajuntamentos na via pública com mais de cinco pessoas, de acordo o Decreto Presidencial 276/20, de 23 Outubro.

Sobre as manifestações, referiu que não são proibidas pela Constituição da República, mas que, no actual momento da pandemia, não são permitidos ajuntamentos de pessoas na via pública, por isso, urge a necessidade de se respeitar a lei.