Tribunal retoma julgamento do caso “500 milhões”

O Tribunal Supremo retoma esta terça o julgamento da suposta transferência irregular de 500 milhões de dólares, no qual são julgados o ex-governador do banco central e o antigo presidente do Fundo Soberano de Angola.

14 Jan 2020 / 10:42 H.

Esta sessão do julgamento, que arrancou a 9 de Dezembro de 2019, dá continuidade à fase de produção da prova com a audição de quatro testemunhas, entre as quais o antigo ministro das Finanças Archer Mangueira.

De acordo com uma nota do Tribunal sobre o reinício do julgamento, depois de Archer Mangueira, vão ser também ouvidos o actual governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, o sub-director do gabinete jurídico do banco central angolano, Álvaro Pereira, e o assessor económico de João Ebo, na altura governador do Banco Nacional de Angola.