Presidente da República reeleito firma compromisso para investimento nas fontes limpas de produção de energia

O Executivo vai apoiar todas as iniciativas de protecção de espécies vegetais e animais ameaçadas ou em vias de extinção como os mangais, a tartaruga marinha, os elefantes, os hipopótamos, os rinocerontes, os gorilas, chipanzés, macacos e outros

Angola /
16 Set 2022 / 09:22 H.

“Continuaremos a investir nas fontes limpas de produção de energia amigas do ambiente, construindo ou ampliando as barragens hidro-eléctricas, parques fotovoltaicos de energia solar e em projectos de hidrogénio verde”, afirmou o Presidente da República reeleito, João Lourenço, durante o discurso da cerimónia de investidura para o mandato de 2022 a 2027.

De acordo com o Presidente da República, neste novo mandato continuará a respeitar o compromisso, perante o mundo, de contribuir com acções concretas para a redução da emissão de gases poluentes com efeito de estufa, com vista a proteger o planeta das alterações climáticas e as consequências para a humanidade.

O Executivo, disse, vai levar a cabo programas de educação ambiental com vista a desencorajar a desflorestação que desobedeça a obrigação da replantação das espécies nativas ou de eucaliptos, assim como combater as queimadas realizadas no tempo seco, supostamente consideradas uma tradição ancestral, mas que destrói a flora e a fauna e empobrece os solos aráveis.

“Vamos continuar com as políticas e acções concretas de redução do consumo dos derivados do petróleo e da utilização da lenha para consumo doméstico ou industrial”, sustentou.

O Presidente da República acrescentou também que o Executivo vai apoiar todas as iniciativas de protecção de espécies vegetais e animais ameaçadas ou em vias de extinção como os mangais, a tartaruga marinha, os elefantes, os hipopótamos, os rinocerontes, os gorilas, chipanzés, macacos e outros.

A cerimónia de investidura como Presidente da República reeleito, e da nova Vice-Presidente da República, Esperança Costa, foi realizada nesta quinta-feira (15), na praça da República, em Luanda. O evento contou com a presença de vários chefes de Estados e de Governos, entidades governamentais. O acto foi marcado de seguida por um desfile militar.