Governador de Luanda destaca papel das igrejas na moralização da sociedade

O governante aproveitou a ocasião e pediu aos integrantes da Igreja para continuarem a dar o contributo na materialização das acções e projectos constantes do programa que visam melhorar a província.

Luanda /
28 Nov 2022 / 10:28 H.

O papel da Igreja na moralização da sociedade, onde tem actuado como parceiro do Executivo em vários projectos, foi enaltecido pelo governador de Luanda, numa visita efectuada, esse domingo, à Igreja Tocoísta.

Manuel Homem disse, no domingo (27), que está ciente das dificuldades vividas pelos cidadãos no domínio social, com realce para as áreas da Saúde, Educação e desemprego. Depois de visitar o complexo missionário Tocoísta, no município do Kilamba Kiaxi, onde por convite da instituição religiosa lançou a primeira pedra para a construção de um Instituto Médio Politécnico, Manuel Homem participou do culto e lembrou aos fiéis sobre a preocupação do Presidente da República, João Lourenço, em resolver a situação difícil existente em determinados níveis da sociedade.

Com a construção do Instituto Tocoísta, numa área de seis mil metros quadrados, com previsão para 48 salas e albergar mais de quatro mil estudantes em três turnos, um benefício ao município que carece de salas de aula, Manuel Homem acredita que esteja a ser reiterado o papel da igreja na resolução dos problemas sociais de Luanda.

"Trata-se de uma obra de realce. A igreja, além da acção principal de evangelizar, tem procurado se destacar também no domínio social, como parceira do Executivo na moralização da sociedade, no resgate dos valores morais, cívicos e culturais, através de acções de caridade e solidariedade juntos das comunidades”, afirmou.

O governante aproveitou a ocasião e pediu aos integrantes da Igreja para continuarem a dar o contributo na materialização das acções e projectos constantes do programa que visam melhorar a província.

"É preciso reconhecer o apoio da Igreja, sobretudo no domínio da saúde, limpeza e saneamento básico, nas ajudas com bens diversos às famílias carenciadas de Luanda. Por isso, reconhecemos a Igreja Tocoísta, enquanto instituição motivadora da paz, concórdia, solidariedade e humanismo”, frisou, além de relembrar o contributo desta na luta de Libertação Nacional, na consolidação da independência e na reconciliação nacional.