Comandante-Geral assegura qualidade dos serviços da PNA

Arnaldo Manuel Carlos apelou a colaboração da população na denúncia de todos os actos criminais, para que o funcionamento da Unidade de Reacção e Patrulhamento na província atinja os objectivos que levaram a criação e por fim, orientou aos efectivos a aplicarem na prática os conhecimentos adquiridos durante a formação.

Angola /
21 Jun 2022 / 10:46 H.

O Comandante-Geral da Polícia Nacional de Angola (PNA), Comissário-Geral, Arnaldo Manuel Carlos assegurou no Bié, que o órgão que dirige continua engajado na melhoria da qualidade dos serviços prestados à população, dando especial atenção à elevação da capacidade operacional, face aos actuais desafios de segurança pública, nesta segunda-feira, 20.

O número "1" da Corporação, que falava no acto de lançamento da 1ª Unidade de Reacção e Patrulhamento do Bié (URP) e do encerramento do Curso de formação de especialização das forças, afectas a referida Unidade, sublinhou que, as unidades de Reacção e Patrulhamento "são estruturas especializadas dos Comandos Provinciais, cuja missão consiste garantir a presença policial nos locais susceptíveis de ocorrências de crimes, bem como em acções de reposição e manutenção da ordem pública, ali onde for violada".

Na ocasião, Arnaldo Manuel Carlos apelou a colaboração da população na denúncia de todos os actos criminais, para que o funcionamento da Unidade de Reacção e Patrulhamento na província atinja os objectivos que levaram a criação e por fim, orientou aos efectivos a aplicarem na prática os conhecimentos adquiridos durante a formação.


"Saibam que o uniforme que envergam representa a autoridade do Estado que juraram defender, por isso, primam pelo respeito a observância dos valores mas nobres como o patriotismo, a dignidade humana, a disciplina e o respeito hierárquico para que possam ser dignos da confiança da sociedade", sublinhou o Comandante-Geral.

O Director da Escola Prática de Polícia (EPP), Comissário, João Elias de Sousa, informou que participaram do curso de formação das forças afectas a 1ª UPIR no Bié, um total de 251 formandos, acção formativa que decorreu de 13 de Abril a 20 de Junho de 2022, e contou com um total de 12 disciplinas de carácter militar.

Os finalistas prometeram cumprir e fazer cumprir com espírito de patriotismo a "nobre missão de manutenção da segurança pública", a fim de dar resposta às exigências incumbidas superiormente.

Testemunharam ao acto de lançamento da 1ª URP, o vice-governador provincial para a área técnica e infra-estruturas, o 2° Comandante-Geral da PNA, Comissário-Chefe, Domingos Ferreira de Andrade, o Inspector-Geral da corporação, Comissário-Chefe, Albino Francisco de Abreu (Xaxá), o Juiz de Direito da Polícia Judiciária do Bié.

Também participou da cerimónia o Procurador da República titular na província, Meritíssimo, Juiz Militar da 4ª Divisão, Procurador Militar da 4ª Divisão, o Comandante Provincial do Bié, Comissário Gabriel Francisco Diogo, membros do Conselho Superior de Polícia e convidados.

Comandante-Geral da Polícia Nacional de Angola (PNA), Comissário-Geral, Arnaldo Manuel Carlos