Hospital Materno Infantil com área específica

O Hospital Materno Infantil 1º de Maio, na província de Cabinda, conta com uma área para atendimento de gestantes que acusar positivo à COVID-19.

Luanda /
02 Set 2020 / 15:52 H.

De acordo com o director clínico da unidade sanitária, André Luís, a intenção é manter a prontidão de técnicas e técnicos, tendo em conta o registo, pela primeira vez, de um caso positivo de COVID-19 numa mulher grávida.

“O objectivo, tendo em conta o actual, é termos essa área para os eventuais casos de COVID-19 em mulheres grávidas, para que possam ter os partos dentro dos parâmetros de segurança”, disse.

Por seu turno, porta-voz da Comissão Provincial de Cabinda, Ruben Fátima Buco,

pediu à população em zonas sob cordões sanitárias a manterem calma e a colaboração com as autoridades sanitárias enquanto se aguardam pelos resultados das amostras enviadas a Luanda.

Ruben Buco, que falava à imprensa sobre a situação dos cidadãos em cordões sanitários, sublinhou que o governo e a comissão provincial, em particular a administração municipal de Cabinda, tudo fazem para o apoio logístico (alimentação, distribuição de água e equipamentos de biossegurança) às pessoas sob cordões sanitários.

A província de Cabinda, para além de uma área específica no Hospital Provincial com 16 camas, conta com um Hospital de Campanha com 200 camas.

Temas