Governador exige dinâmica no processo de ensino

O governador da província do Cunene, Vigilio Tyova, solicitou dos gestores escolares mais dinâmica na organização e funcionamento das instituições de ensino, como forma de dinamizarem o processo de ensino e aprendizagem dos alunos.

Angola /
14 Ago 2019 / 16:51 H.

Vigilio Tyova, que falava na cerimónia de tomada de posse dos 46 directores de escolas do ensino de base e seis coordenadores das escolas do II ciclo do ensino secundário, dos municípios do Cuanhama, Namacunde, Cahama, Cuvelai e Ombadja, destacou a necessidade de se aplicarem as metodologias de ensino, exigindo dos professores mais profissionalismo e rigor, para que as crianças adquiram conhecimentos que os qualifica como quadros capazes de corresponderem, com o seu saber, as exigências e a dinâmica do mundo.

Vigilio Tyova disse ser mais importante cumprir com as responsabilidades como gestores, estarem permanentemente nas escolas e reforçarem o acompanhamento do processo educativo.

A província do Cunene matriculou, no presente ano lectivo, 214 mil 311 alunos, sendo 168 mil 510 no ensino primário, 30 mil 587 no primeiro ciclo e 15 mil 214 do segundo ciclo, assegurados assegurado por seis mil e 298 professores, distribuídos em 868 escolas.

Dessas instituições de ensino, 792 são do ensino primário, 56 do primeiro ciclo e 20 do segundo ciclo, sendo que, por insuficiência de salas, 72 mil e 327 crianças da iniciação a 6ª classe (ensino primário) frequentam aulas ao ar livre.