Governador do Moxico quer abordagem “contundente” contra Covid-19

O governador do Moxico, Gonçalves Manduba, defendeu, nesta quarta-feira, no Luena, uma abordagem “contundente” no reforço da sensibilização contra a Covid-19, em face aos 390 novos casos da variante ômicron, registados em quatro dias na província.

Angola /
06 Jan 2022 / 08:47 H.

A província registou nos primeiros quatro dias de2022, 390 casos da variante Ômicron da Covid-19, na sua maioria envolvendo homens com idades entre 20 a 29 anos.

O departamento provincial de Saúde Publica atribui o aumento vertiginoso de casos à desobediência aos métodos de prevenção, nomeadamente, o uso de máscara facial, álcool gel e o distanciamento físico.

Para o governador que falava durante um encontro com as autoridades sanitárias, políticas, religiosas e tradicionais da província, o aumento de casos deverá obrigar a uma abordagem mais contundente nas campanhas de sensibilização para que a população cumpre com as medidas de prevenção.

Ao reconhecer haver abrandamento na aplicação de medidas de biossegurança na região, afirmou que se deve agir, juntos das comunidades, para que se evite o pior.

Este esforço na campanha de sensibilização, de acordo com o governador, visa incentivar o cumprimento das medidas de segurança e a adesão das pessoas aos postos de vacinação.

Dos mais de 400 casos, dos quais 390 são de Ómicron, o município do Moxico (sede provincial) é o mais afectado, seguido do Luau,

Camanongue e Bundas, na sua maioria afectaram jovens do sexo masculino, dos 20 aos 29 anos de idade.

Desde 2020, data da primeira notificação de covid-19 no Moxico, até a data presente foram registados mil e 351 casos, que resultaram em 50 óbitos e 959 recuperados.

A província já vacinou 250 mil pessoas da primeira a terceira dose.