Gestante de 21 anos morre por falta de médicos

Uma gestante de 21 anos de idade, faleceu quarta-feira, na Maternidade Provincial da Lunda-Sul, por insuficiência de médicos na unidade hospitalar.

13 Set 2019 / 12:24 H.

“A vítima encontrava-se em estado de parto e precisava de cesariana, o que acabou por não acontecer, porque os médicos se encontravam a atender outras pacientes”, lamentou a mãe da vítima.

A directora da unidade sanitária, Guilhermina Pereira, citada pelo Jornal de Angola justificou que o único bloco operatório estava ocupado com outras pacientes no mesmo estado.

A directora do Gabinete Provincial da Acção Social Família e Igualdades do Género, Maria Martins, prometeu apoiar a família da vítima na transladação e realização do funeral.

Temas