Autoridades condenam revenda de material escolar gratuito

O Ministério da Educação avisou para a revenda dos manuais do ensino primário, de distribuição gratuita, e pediu o “reforço” das acções do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

13 Fev 2020 / 14:38 H.

O Ministério da Educação avisou para a revenda dos manuais do ensino primário, de distribuição gratuita, e pediu o “reforço” das acções do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

“Outra problemática que temos estado a registar, é a comercialização do material a nível do mercado paralelo, mas a bem da verdade esse material não é proveniente do Ministério da Educação”, afirmou hoje o secretário de Estado da Educação, Pacheco Francisco, citado pela Lusa.

Segundo o governante, que falava em conferência de imprensa, a possibilidade de comercialização dos 37,7 milhões de manuais para o ensino primário, produzidos na África do Sul para o ano escolar 2020, “é muito reduzida devido a sua codificação”.