Academia BAI promove programa para mulheres de topo em Angola

Cerca de 50 mulheres já participaram nos programas anteriores Women on Boards Angola. Nesta 3.ª edição a formação será alargada até às 30 inscrições, pois a resposta tem sido muito boa, na medida em que cada participante é única e é tratada como tal.

Lisboa /
02 Dez 2019 / 13:14 H.

A Academia BAI realiza de 2 a 6 de Dezembro o Programa Executivo Women on Boards Angola, uma formação que visa preparar quadros femininos de empresas do sector privado e do sector público com potencial para integrarem órgãos de administração e de fiscalização, ou que pertençam já a estes órgãos e queiram desenvolver competências, num contexto de Fit-and-Proper.

O objectivo da formação é o desenvolvimento de conhecimentos e de competências em áreas fundamentais para o exercício de funções em órgãos de administração e fiscalização, incluindo em matérias de gestão, jurídicas e comportamentais. Tudo isso permitirá o alargamento da rede de contactos e partilha de experiências com keynote speakers, formadores e formandos, provenientes de organizações de referência, a resolução de situações da prática empresarial e possibilidade de participação em programa de mentoria.

Já participaram cerca de 50 mulheres nos programas anteriores Women on Boards Angola. Nesta 3.ª edição a formação será alargada até às 30 inscrições, pois a resposta tem sido muito boa, na medida em que cada participante é única e é tratada como tal.

O programa, que tem 40 horas de carga horária, conta com uma equipa de excelência, quer pela elevada qualidade do parceiro, a VdA Academia – Academia Corporativa da Vieira de Almeida & Associados, sediada em Lisboa, Portugal, uma instituição de reconhecido mérito e elevada competência na formação corporativa de alta direcção.

Para a responsável pela coordenação do Programa Executivo Women on Boards Angola, Sofia Pais, todas as mulheres são especiais, mas os requisitos das participantes no Women on Boards Angola tornam-nas ainda mais especiais. Apesar dos movimentos que, à escala mundial, procuram empoderar e dar maior visibilidade às mulheres que apostam fortemente nas suas carreiras profissionais, é certo que todas nós temos um caminho mais árduo a percorrer. As “Wobs” são resilientes, argutas, inteligentes, exigentes, apostam no seu desenvolvimento pessoal e profissional, são dinâmicas e sabem muito bem o lugar que querem ocupar: o topo! Para as nossas “Wobs”, the sky is the limit”, enfatiza Sofia Pais.

Durante o curso, as participantes terão oportunidade de realizar uma autoavaliação com a ferramenta Clarity 4D e de obter o seu Perfil Pessoal e Profissional, ferramenta útil de autoconhecimento, que lhes permitirá lidar melhor consigo mesmas e com os outros. Terão ainda oportunidade de almoçar em companhia de uma convidada ou um convidado líder em Angola de um dos diversos sectores da economia, que irá partilhar conhecimentos, experiências e ideias. Faz ainda parte do programa, ao longo dos cinco dias, a presença de Keynote speakers convidados.

Women on Boards Angola tem um enfoque prático e abarca tópicos de natureza jurídica, de gestão e soft skills necessários ao desenvolvimento de competências pessoais, indispensáveis à obtenção de uma percepção holística e integrada das instituições ou empresas.