Detectados falsos atestados de testes negativos da COVID-19

Por 5000 Kz é possível comprar um falso comprovativo de teste negativo de COVID-19. A Polícia Nacional já deteve uma pessoa.

Luanda /
11 Jul 2020 / 16:35 H.

A situação foi relatada por Waldemar José, porta-voz do Ministério do Interior, que informou que o cidadão será responsabilizado criminalmente, por fraudulentamente adquirir o comprovativo.

“Nós tomamos conhecimento através de denúncias da população nas redes sociais que um cidadão teria comprado um atestado de teste negativo da COVID-19. Averiguamos, e o envolvido está detido”, relatou, encorajando a população a continuar a denunciar actos do género.

A venda de falsos comprovativos de testes negativos da COVID-19 resulta da tentativa de se esquivar as medidas decretada pelo Governo de que todas pessoas que viajarem em missão de serviço, de Luanda, devem testar 24 horas antes e apresentar o documento às autoridades.

Para o efeito, segundo Waldemar José, mobilizou-se excepcionalmente uma equipa do Ministério da Saúde aos postos de controlo da Maria Teresa (Luanda-Cuanza Norte) e do Longa (Luanda-Cuanza Sul), para testar todos aqueles que pretendiam deixar a capital do país.

A propósito, explicou que alguns camionistas e outros interessados chegaram aos referidos postos fronteiriços, e lamentavelmente já havia poucas condições logísticas, causando um constrangimento no tráfego rodoviário no sentido Luanda-Cuanza Sul e Luanda Cuanza Norte.

Explicou que depois de horas de espera e face às filas intermináveis de carros, no final do dia ultrapassou-se a situação, pelo que todos seguiram viagem e “prometemos nos organizar melhor nas próximas horas”.