Cuanza Norte consome mais de dois mil milhões kz do PIIM

Dois mil milhões e 680 milhões kz foram gastos, até ao momento, com a implementação de projectos inseridos no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), no Cuanza Norte, revelou em Ndalatando, o director do Gabinete de Estudo e Planeamento do Governo provincial, Ednildo Teixeira.

Luanda /
30 Jul 2020 / 13:43 H.

Teixeira prestou esta informação à imprensa, no final de uma reunião em que o governador do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, interagiu com os empreiteiros e fiscais envolvidos na implementação de obras inseridas no PIIM.

Sublinhou que até ao momento dos, 46 projectos em execução física na ordem de 25%, desde Março último, na província do Cuanza Norte, aprovados contratualmente e validados pela Direcção Nacional de Contratação Pública, já foram consumidos cerca de 23% de um valor de 11 mil milhões kz.

Afirmou, entretanto, que a situação não satisfaz o Governo local porque alguns têm prazos contratuais de execução previstos de seis mesess e as mesmas apresentam ainda um grau de execução física abaixo dos 50%, três meses após o arranque dessas empreitadas.

Esclareceu que, doravante, o pagamento faseado das obras estará condicionado a apresentação pelo empreiteiro de um auto de medição da obra.

Trata-se, prosseguiu, de um relatório fundamentado e mensurável dos trabalhos executados, num dado momento, regra geral, apresentado mensalmente ao dono e ao fiscal da obra, para efeitos de liquidação pelo Ministério das Finanças.