PR admite aumento do poder de compra dos cidadãos

João Lourenço diz que a preocupação com o aumento do poder de compra dos cidadãos é permanente.

Luanda /
07 Jan 2022 / 10:50 H.

O Presidente da República, João Lourenço, admitiu a possibilidade do Executivo aumentar, ainda este ano, o poder de compra dos trabalhadores angolanos.

De acordo com o Chefe de Estado, que falava em entrevista colectiva, a preocupação com o aumento do poder de compra dos cidadãos é permanente.

Frisou que todos os governos trabalham para o bem-estar das suas populações, em particular dos trabalhadores, sublinhando que está ciente desta necessidade.

Noutra vertente, João Lourenço disse existirem duas situações preocupantes, como a de ir buscar um número grande nos desempregados da Saúde e da Educação e de se olhar para a melhoria das condições salariais e sociais dos trabalhadores, de forma geral, já empregados.

“São despesas que tocam directamente na vida do cidadão, e devem ser vistas com bastante seriedade, para não prometer e não cumprir ou pagar novos salários agora e depois descontinuar por falta de recursos, e ser forçado a recorrer a empréstimos para pagar. É que o que não se pretende e não foi necessário durante os quatro anos “, explicou.

Para o Chefe de Estado, a preocupação da garantia de devolver o poder de compra aos cidadãos é permanente e há sinais visíveis para se alcançar sem se mexer no salário, mas para equilibrar o poder de compras, com medidas fiscais como a redução para a metade do valor do IVA, se enquadra no interesse em proteger o poder de compra dos trabalhadores.