Político defende preservação do legado de Agostinho Neto

O legado do primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, deve continuar a ser preservado e honrado pela sociedade, para que a nova geração possa conhecer os seus feitos, defendeu, no Cuito, o segundo-secretário do MPLA na província do Bié, Anastácio Sambowe.

Luanda /
02 Set 2020 / 14:37 H.

Em declarações à imprensa, recentemente, a propósito da vida e obra do Herói Nacional, no quadro dos festejos do 17 de Setembro, o responsável realçou a entrega de Agostinho Neto, de corpo e alma, na luta pela libertação nacional, que culminou com a proclamação da independência do País, a 11 de Novembro de 1975.

Referiu, entre outros, a necessidade da contínua preservação da unidade nacional e resolução dos problemas que mais afligem a população, numa alusão a “celebre” frase do fundador da nação: “O mais importante é resolver os problemas do povo”.

Na sua óptica, é importante que a nova geração promova acções de investigação sobre a vida e obra do herói nacional e procure conhecer assuntos ligados à história política do País, de forma geral.

Temas