PIIM permite pagamento de atrasados

O estado de emergência, decorrente da pandemia da COVID-19, causou o atraso na execução da empreitada.

21 Jun 2020 / 19:00 H.

O Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) permitiu o pagamento dos atrasados e o enquadramento da empreitada das infra-estruturas integradas da cidade de Caxito, província do Bengo.

Segundo Hélder Biala, técnico do Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, citado pelo site do SNCP, o estado de emergência, decorrente da pandemia da COVID-19, causou o atraso na execução da empreitada, mas nessa altura as obras decorrem sem sobressalto.

“Estamos a trabalhar, nesse momento, nas redes de drenagem pluvial e residual para aproveitar o tempo seco e concluir a escavação ao longo do perímetro da obra. Já temos executados seis quilómetros e estão em execução mais seis. Faltarão apenas dois quilómetros", reforçou.

Hélder Biala disse ainda que a bacia de retenção já está funcional, apesar de não estar concluída e ficará a 100 % em 2021.

A governadora do Bengo, Mara Quiosa, pediu celeridade ao empreiteiro, visto que as obras estiveram paralisadas durante muito tempo.

Mara Quiosa disse ser visível o trabalho que está a ser feito para mudar a imagem da cidade de Caxito, com a asfaltagem de algumas vias, colocação de passeios, criação de espaços verdes e outros equipamentos urbanos.