Ministério Público diz que Augusto Tomás disse que criou Afritaxi para fomentar a actividade de táxi personalizado

A Sentença do julgamento está a ser lido neste momento.

Luanda /
15 Ago 2019 / 14:50 H.

O Ministério Público diz, nos actos acusatórios, que o ex-Ministro dos Transportes, Augusto Tomás, justificou a despesa com o dinheiro do CNC para a criação da empresa Afritaxi com o objectivo de fomentar a actividade de táxi personalizado em Luanda.

O Ministério Público diz que o ex-Ministro dos Transportes, Augusto Tomás, sabia de tudo sobre o CNC, uma vez que um ministro, tão logo toma posse, toma conhecimento sobre todas as instituições de tutela, quanto mais sobre o Conselho Nacional de Carregadores, que movimenta milhões em dinheiro.

Temas