João Lourenço vinca que ausência da deputada Tchizé dos Santos deve ser respondida pelo Parlamento

O chefe de Estado considerou ontem que a ausência do Parlamento, há mais de 90 dias, de Tchizé dos Santos, deputada do seu partido, o MPLA, deve ser esclarecida pelo Presidente da Assembleia Nacional (AN).

Angola /
19 Mai 2019 / 11:02 H.

“Eu acho que é uma questão a ser respondida pelo presidente da Assembleia Nacional (Fernando Piedade Dias dos Santos)”, respondeu João Lourenço, nada mais adiantando sobre a situação em que se encontra a deputada do MPLA.

No dia 7 de maio, o Grupo Parlamentar do MPLA enviou uma carta a Tchizé dos Santos, filha do ex-presidente, José Eduardo dos Santos, a “sugerir” à deputada que “suspenda” o seu mandato na Assembleia Nacional, por se encontrar ausente do País há mais de 90 dias.

Os três meses de ausência implicam, segundo o Regimento da Assembleia Nacional e o Estatuto de Deputado, a suspensão do mandato, havendo várias formas de o fazer: ser a própria deputada a solicitá-lo, o Grupo Parlamentar do partido a que pertence, o próprio MPLA ou ainda o presidente do parlamento.