Isaías Samakuva poderá ser cabeça-de-lista da UNITA em 2022

Fechada a possibilidade de continuar a liderar o partido, Isaías Samakuva poderá ser cabeça-de-lista da UNITA nas eleições-gerais de 2022, e diz-se com “energias suficientes” para enfrentar os desafios da campanha eleitoral

Angola /
14 Out 2019 / 10:56 H.

Isaías Samakuva poderá ser cabeça-de-lista da UNITA nas eleiçõesgerais marcadas para 2022, caso seja a conclusão tomada pelo congresso marcado para 13 e 15 de Novembro de 2019. Confrontado pelo Vanguarda se terá força suficiente para aguentar o embate de uma campanha eleitoral face a sua idade que vai avançando, atingindo 76 anos em 2022, disse: “Nos meus 73 anos, tenho mais energias do que você, desafio-o e veremos onde eu vou parar e onde você vai parar, porque o que conta não é a idade, mas o sangue que corre na veia”.

Ainda sobre a mesma questão, ou seja, questionado se será cabeça-delista, Samakuva lembrou o adágio segundo o qual “nunca diga que desta água nunca beberei”, e salienta: “E mesmo que isso aconteça, não estarei a ir para presidente do partido, porque aí, nunca mais”.

À semelhança dos dois últimos congressos, uma das teses que estarão em discussão é sobre a existência de uma figura que, não sendo presidente do partido, poderá ser cabeça-de-lista às eleições-gerais Sobre a mesma questão, o ainda presidente da UNITA admite ter sido contra o facto de o cabeça-de-lista não ser presidente do partido. “Se o presidente não for cabeça-de-lista, o que é que lhe motiva a trabalhar mais do que os outros?”, questiona Samakuva. Porém, por outro lado, questiona igualmente como os militantes e demais eleitores irão votar num cabeça-de-lista que não conhecem.

Saiba mais na edição nº140 do Jornal Vanguarda, já nas bancas.