Augusto Tomás condenado a 14 anos de prisão

Luanda /
15 Ago 2019 / 16:19 H.

O ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás, foi condenado a 14 anos de prisão naquele que se pode considerar o primeiro processo de combate a corrupção.

Foram ainda condenados Isabel Cristina Bragança 12 anos, Manuel António Paulo 10 anos, Rui Moita 10 anos e Eurico da Silva 2 anos de prisão.

Os condenados começaram a ser julgados a 31 de Maio deste ano, acusados pelo Ministério Público da prática de peculato, branqueamento de capitais, associação criminosa e artifícios fraudulentos para desviar fundos do Estado, com o fim de capitalizar as suas empresas e algumas entidades privadas.

A sentença acaba de ser lida no Palácio da Justiça em Luanda. Serviço.