APN apresenta candidatura ao Tribunal Constitucional

A cerimónia de entrega foi testemunhada pela vice-presidente da Aliança Patriótica Nacional, Ana da Gama.

Luanda /
21 Jun 2022 / 09:31 H.

A Aliança Patriótica Nacional (APN) entregou ontem, em Luanda, ao Tribunal Constitucional (TC) trinta e uma pastas contendo 17 800 assinaturas, que a habilita a concorrer às quintas eleições gerais, convocadas para 24 de Agosto próximo.

Em declarações à imprensa, o mandatário da campanha da APN, Tiago Soares, confirmou que nestas eleições o actual líder do partido, Quintino António Moreira, é o cabeça-de-lista para o cargo de Presidente da República.

“A APN entra nestas eleições para vencer ou, pelo menos, almejar ser a segunda força política do País”, declarou Tiago Soares, para quem o partido está “mais forte, firme e bem preparado” para o pleito, com um programa eleitoral que se revê com os angolanos.

O político lembrou que a APN concorreu nos pleitos eleitorais de 2008, 2012 e 2017, salientando que os resultados eleitorais neste último (0,5% dos votos) colocaram o partido na posição de extraparlamentar.

Tiago Soares referiu que o deputado independente David Mendes não consta da lista de deputados da APN à Assembleia Nacional.