Angola assume secretariado executivo-adjunto da comissão do golfo da guiné

O embaixador angolano Afonso Evaristo Eduardo “Inguila” é o novo Secretário Executivo-Adjunto para os Assuntos Políticos da Comissão do Golfo da Guiné (CGG), nomeado recentemente pelo Chefe de Estado da República Federal da Nigéria, Muhammadu Buhari, na qualidade de Presidente em Exercício desta organização sub-regional.

Luanda /
18 Jan 2021 / 15:37 H.

A cerimónia de apresentação formal do responsável pelo sector político da CGG realizou-se hoje (segunda-feira), em Luanda, em acto presidido pela Secretária de Estado para as Relações Exteriores, Esmeralda Mendonça.

Na ocasião, a governante angolana disse que o Secretariado Executivo da Comissão do Golfo da Guiné ganha um quadro dedicado, disponível e conhecedor dos problemas que afectam a região do Golfo da Guiné.

A indicação do embaixador Afonso Evaristo Eduardo para o cargo de Secretário Executivo-Adjunto, frisou, demonstra a importância que as autoridades angolanas atribuem à Comissão do Golfo da Guiné, bem como o compromisso de continuarem a cooperar com a organização na busca de soluções para os problemas conjunturais, que afligem os países da região, de forma particular, e que podem constituir-se numa ameaça generalizada.

Por seu turno, o embaixador “Inguila", que formalmente inicia funções, disse ser uma honra ter sido indicado para representar o Estado angolano nessa importante organização sub-regional do continente africano.

“Aproveito a oportunidade para agradecer a confiança, em mim depositada, e afirmo que colocarei o meu humilde saber à disposição da organização para a prossecução das tarefas do pelouro, que hei-de responder", sublinhou.

Evaristo Eduardo substitui no cargo o também embaixador angolano Gilberto da Piedade Veríssimo, actual Presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC).

Sardinha Dias; bem como o Director Administrativo da CGG, Benjamim Maye e funcionários seniores (MIREX e da CGG).

A República de Angola é membro fundador da Comissão do Golfo da Guiné (CGG), criada em 1999 e que integra os Camarões, a República Democrática do Congo (RDC), Congo Brazzaville, Gabão, Guiné Equatorial, Nigéria e São Tomé e Príncipe.