Acordo impulsiona inserção dos antigos combatentes na agricultura

A inserção dos antigos combatentes nas associações agrícolas ganhou um novo impulso nesta segunda-feira, com a assinatura de um memorando de entendimento que tem em vista a melhoria do nível de vida deste grupo alvo.

Luanda /
29 Mar 2021 / 16:30 H.

O projecto, que resulta de um acordo entre o Ministério da Defesa e Veteranos da Pátria e o Grupo Massoneca, inclui, igualmente, a formação técnico profissional dos antigos combatentes e viúvas.

“Com estes projectos os antigos combatentes e viúvas vão poder prover as suas rendas de sobrevivência em várias áreas”, afirmou o secretario de Estado para os Veteranos da Pátria, Domingos André.

Em declarações à imprensa, à margem da cerimónia da assinatura, o secretario de Estado sublinhou que o acordo constitui uma alavanca para reduzir o peso das despesas públicas.

Quanto à concessão de crédito para os antigos combatentes, o secretario de Estado frisou que terá maior consistência com a aprovação da nova lei de protecção geral aos antigos combatentes.

Por sua vez, o presidente do grupo Massoneca, Fonseca Lopes, disse que a intenção é auxiliar o Estado angolano a melhorar as condições habitacionais e socioeconómicas dos antigos combatentes.