Ilídio Tomé Machado foi o 1º Presidente do MPLA

Luanda /
01 Jun 2020 / 12:14 H.
Patrício Batsikama

A o tomar posse como líder do MPLA, João Lourenço proferiu um discurso estridente, que mexeu com historiadores, afirmando que Ilídio Tomé Alves Machado foi o 1º Presidente do MPLA, e que ele era o 5º.

Celeumas na Elite política levaram muita gente a desacreditar, quer o MPLA por ter mantido um segredo-mentira, quer com o novo Presidente do MPLA pela provável imprudência à uma inverdade. Porém, com a morte da esposa do Mário Pinto de Andrade – Sarah Moldoror – emitiu-se um comunicado dizendo que seu marido foi o 1º Presidente do MPLA. Em consequência, meus estudantes mandaram-me muitas mensagens nas minhas contas de redes sociais. Só agora que as vi. Mas todos perguntam: quem afinal foi o 1º Presidente do MPLA entre os dois?

Na preparação da minha tese de Doutoramento tive a ocasião de conhecer três personalidades interessantes: (a) John Marcum; (b) Gerard Jerry Bender; (c) Georges Balandier. Em relação ao MPLA, Georges Balandier afirmou-me que Mário Pinto de Andrade colaborou com Présence Africaine. Segundo o sociólogo, em 1964, o próprio Mário Pinto de Andrade “afirmava que ele não era o 1º líder do Movimento quando terminava a revisão do livro de Chekh Anta Diop (1954)”.

Gerard Bender pareceu-me mais esclarecedor, pois afirmou-me que o nome do 1º Presidente do MPLA era Ilídio Machado, segundo as informações recolhidas em Luanda. Quando ele veio para Angola para fazer a sua pesquisa, algumas associações interessadas na causa de África procuravam saber dele sobre os tipos da rebelião existentes, assim como os nomes dos líderes das massas. Foi assim que, em Luanda, ficou a saber de milhares células clandestinas que Ilídio Machado era o “Chefe”. Para afirmá-lo, ele mostrou-me (pela primeira vez) cerca de cinco relatórios de diferentes células clandestinas. Encontrei informações cruzadas no arquivo da PIDE/DGS (na Torre do Tombo), assim como no Arquivo Histórico Diplomático.

Outra evidência, que me convenceu (até lá), foi inicialmente a conversa com John Marcum, em dois momentos. Além de significativos aportes que deu para a minha teses, aceitou que eu traduzisse o seu livro “The Angolan Revolution: The Anatomy of an Explosion (1950-1962)”, publicada pela M.I.T. Press em 1969. Na página 36, lê-se o seguinte: “Also arrested during this period was a man whom the MPLA had chosen in December 1956 as its first president, Ilídio Tomé Alves Machado...”. Traduzindo: “também preso neste período foi o homem que o MPLA elegeu como seu primeiro Presidente, Ilídio Tomé Alves Machado...”.

De acordo com John Marcum, “as fontes são várias: portuguesa, americana...” e citou o próprio “Mário Pinto de Andrade que o passou a informação e confirmou na fase da pesquisa...”. Por ser teimoso, ele mostrou-me inteligentemente as correspondências directas e indirectas que realmente confirmam o facto.

Para responder aos meus estudantes sobre qual dos dois seria o 1º Presidente do MPLA”, eu respondo da seguinte maneira: por alguma razão, pode haver discordâncias nesse tema quer (provavelmente) no próprio seio do MPLA, quer na comunidade académica (segunda o qual o MPLA nasceu em 1961). Contudo, nas minhas humildes pesquisas sobre o assunto, o MPLA nasceu em Dezembro de 1956 e o seu 1º Presidente foi Ilídio Machado.