Até 2050, cerca de 50% da população mundial poderá ser afectada pela miopia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) no seu relatório de 2019, refere que existem 2,2 mil milhões de pessoas com deficiência visual dos quais 1,9 mil milhões são defeitos refractivos (Miopia, Hipermetropia, Astigmatismo e Presbiopia), logo possíveis de serem revertidos desde que as pessoas tenham acesso a cuidados primários de saúde.

Angola /
23 Mar 2022 / 10:35 H.
José Geraldes

Hoje, 23 de Março, comemorou-se, em todo o mundo, o Dia Internacional da Optometria, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para chamar a atenção sobre a cegueira e a deficiência visual e também para a importância mundial desta especialidade na prestação de cuidados primários para a saúde da visão.

De acordo com a OMS, numa sociedade global assente na capacidade de ver, a deficiência visual tem consequências de longo alcance para os indivíduos, as suas famílias e os cuidadores. O adequado cuidado com a saúde visual da população está directamente relacionado com o sucesso educacional, interacção social, qualidade de vida e melhores oportunidades de trabalho. A deficiência visual ocorre quando uma doença ocular afecta o sistema visual e uma ou mais funções visuais. Uma pessoa que usa óculos ou lentes de contacto para compensar a sua deficiência visual tem, ainda assim, uma deficiência visual.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) no seu relatório de 2019, refere que existem 2,2 mil milhões de pessoas com deficiência visual dos quais 1,9 mil milhões são defeitos refractivos (Miopia, Hipermetropia, Astigmatismo e Presbiopia), logo possíveis de serem revertidos desde que as pessoas tenham acesso a cuidados primários de saúde.

Segundo a estatística mundial de prevalência de miopia e astigmatismo, até 30% das pessoas com menos de 40 anos necessitam ou necessitarão de usar óculos. A projecção da Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IAPB) é que, até 2050, quase 50% da população mundial seja afectada pela miopia.

Os erros refractivos são comuns e podem ser corrigidos através do uso de óculos, lentes de contacto ou mesmo por meio da cirurgia refractiva. Ainda assim, são frequentemente ignorados e é onde se encontra o problema. Graus elevados de miopia aumentam as condições de risco para a visão, incluindo descolamento de retina, catarata e glaucoma.

É, por isso, importante consciencializar e sensibilizar para a importância crucial de consultar regularmente um especialista em cuidados primários da visão, nomeadamente um optometrista, como principal ferramenta para a redução da deficiência e cegueira evitável.

A Optometria é a especialidade dos cuidados primários da saúde visual na detecção e prescrição de compensações dos defeitos refractivos. Numa consulta de Optometria,
o especialista irá realizar uma completa avaliação da capacidade visual, cálculo da graduação, observação da coordenação, alinhamento dos olhos e análise da saúde ocular.

É importante que se escolha um centro óptico com uma equipa altamente qualificada, um serviço de excelência e com equipamento de alta tecnologia para diagnósticos precisos e consequentemente uma melhoria da visão.

*Director técnico Centrooptico