A Mídia Social como Ferramenta para a Eficácia do Marketing Político

Na actual era da revolução eletrónica, quando as mídias sociais tornaram-se o meio e o fim de toda comunicação, os países democráticos perguntam-se se as mídias sociais podem ser um indicador válido para prever o resultado de eleições.

28 Nov 2019 / 17:11 H.
Edgar Leandro Avelino

Com o aumento da popularidade e o crescimento do uso das mídias sociais, podemos concluir que tem um impacto positivo e significativo no resultado de quaisquer eleições que se realizem hoje.

O marketing político pode também ser definido como “a aplicação de princípios e procedimentos de marketing em campanhas políticas por vários indivíduos e organizações.

Na definição e estudo sobre o marketing político, Bruce Newman considera que ‘’os procedimentos envolvidos incluem a análise, desenvolvimento, execução e gestão de campanhas estratégicas por candidatos, partidos políticos, governos, lobistas e grupos de interesse que buscam impulsionar a opinião pública, avançar com as suas próprias ideologias, vencer eleições e aprovar leis em resposta às necessidades e desejos de pessoas e grupos seleccionados em uma sociedade”(Newman, 1999, p. xiii).

O marketing político não se limita ao marketing tradicional, possui de igual modo uma forte presença na mídia digital. As mídias sociais são uma forma de mídia digital que disponibiliza um espaço para os profissionais de marketing político criarem um mercado político onde candidatos, funcionários do governo e partidos políticos podem usar as mídias sociais para influenciar a opinião pública na visão desejada.

Hoje, as mídias sociais tornaram-se uma ferramenta muito poderosa para expressar opiniões, pontos de vista e idéias e são influentes na criação de opiniões.

Segundo Palmer e Koening-Lewis (2009), Social Media é uma plataforma de aplicativos on-line que facilita a interação, colaboração e a partilha de conteúdos. Em sequência disso, evidencia-se o Buzz Marketing como a amplificação dos esforços iniciais de marketing por terceiros através da sua influência passiva ou activa.

O Buzz nas mídias sociais é um termo usado no marketing viral e pode ser definido como a interação das pessoas nas redes sociais sobre produtos ou serviços ou uma ideia que amplia ou altera a mensagem de marketing exclusiva. Esta emoção, energia ou antecipação sobre um produto, serviço ou ideia podem ser positivas ou negativas.

A rede social virtual é muito importante e útil para os negócios para manter um relacionamento público. Até as organizações sem fins lucrativos também adoptaram as mídias sociais para manter as suas relações públicas. As instituições de ensino superior estão a usar as mídias sociais para ensinar, aprender e compartilhar. Mangold & Faulds defendem que ‘’a mídia social é um elemento híbrido do mix de promoção’’ e as relações públicas deveriam ser consideradas nas tácticas de mídia social.

O uso das mídias sociais não se limita apenas às casas corporativas para manter as suas relações públicas, mas também o componente das mídias sociais evoluiu como uma ferramenta importante para a propaganda nas eleições e tornou-se uma plataforma potente para expressar opiniões em todo o mundo. Além disso, as previsões de eleições podem ser calculadas e avaliadas em diferentes níveis, por exemplo, nacional e municipal.

Existe pouco consenso na literatura sobre as informações que devem ser consideradas como resultados eleitorais. Alguns pesquisadores consideraram apenas os vencedores das eleições sem nenhuma outra consideração, enquanto outros consideraram o número de assentos no Parlamento e alguns outros pesquisadores consideraram a partilha real de votos.

Os resultados são importantes para os partidos políticos e os académicos. Os partidos políticos podem usar os resultados para identificar e implementar recursos de mídia social com uma expectativa razoável, com base em evidências de pesquisa de que essas iniciativas estarão alinhadas com a estratégia do seu partido. Os académicos devem ser igualmente encorajados por esses resultados por nenhuma razão maior do que o impacto demonstrado na capacidade de mídia social nas posições conquistadas nas eleições. Assim, podemos concluir que os recursos de mídia social desempenham um papel importante na conquista de ‘posições chaves’ nas eleições.