Secretário de Estado do Vaticano em Beirute

“Não deixem o Líbano sozinho! O Líbano precisa do mundo, mas o mundo também precisa daquela única experiência de pluralismo que é o Líbano, disse o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin em declarações ao Vatican News.

Porto /
04 Set 2020 / 12:18 H.

O enviado do Papa Francisco ao Líbano, cardeal Pietro Parolin, chegou a Beirute, esta quinta-feira e encontrou-se com os líderes religiosos na Catedral Maronita de São Jorge. A seguir, presidiu a missa no Santuário de Harissa, Nossa Senhora do Líbano.

Na ocasião, o prelado lembrou as palavras pronunciadas pelo Papa Francisco na última Audiência geral, diante dos líderes religiosos reunidos na Catedral Maronita de São Jorge, em Beirute.

O Secretário de Estado do Vaticano foi enviado pelo Papa para viver junto com o povo libanês o Dia Universal de Oração e Jejum pelo país. Uma visita que se realiza um mês após a explosão no porto de Beirute que causou 220 mortos, 6 mil feridos e 300 mil deslocados. O purpurado lembrou que a iniciativa do Papa obteve consenso em “muitos países de todos os continentes”.