Rabino ortodoxo é preso suspeito de escravizar 50 mulheres em Israel

A polícia israelita prendeu nesta segunda-feira, em Jerusalém, um rabino ultra-ortodoxo suspeito de escravizar cerca de 50 mulheres, além dos seus filhos pequenos, num complexo residencial em Jerusalém, informou a agência AFP.

15 Jan 2020 / 09:29 H.

As autoridades policiais não revelaram a identidade do homem, que dizem ter cerca de sessenta anos.

O homem já havia sido preso em 2015, mas foi libertado por suspeitas semelhantes, mas novos elementos favoreceram a sua prisão, segundo um comunicado da polícia.