Presidente do Senegal manda libertar rival político e ex-autarca de Dakar

O Presidente do Senegal mandou libertar um dos seus principais rivais políticos, o ex-presidente da autarquia de Dakar, preso em 2018 por acusações de corrupção, que foi libertado no domingo, noticiou a Associated Press.

30 Set 2019 / 16:20 H.

Macky Sall perdoou e mandou libertar neste domingo o ex-presidente da autarquia de Dakar, capital do país, Khalifa Sall, bem como outros dois detidos.

Sall, que não tem qualquer relação familiar com o Presidente do país, deixou a prisão de Rebeuss no domingo, com centenas de pessoas a manifestarem o seu apoio ao político, após a sua libertação.

Khalifa Sall foi preso em março de 2017, por suspeitas de ter desviado 1,8 mil milhões de francos da África Ocidental em fundos públicos, sendo mais tarde condenado a cinco anos de prisão.

No ano passado, perdeu também o direito a exercer o seu cargo na autarquia de Dakar.

Sall, no cargo desde 2009, negou as acusações defendendo que estas tinham motivações políticas.

Os seus apoiantes acusam o Presidente de ter procurado eliminar qualquer adversário importante antes das eleições de fevereiro, as quais ganhou.

Temas