Presidente de Portugal considera diversidade fundamental para a língua portuguesa

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou hoje em Maputo o contributo dos vários países falantes da língua portuguesa no enriquecimento deste idioma e no reforço da sua dimensão universal.

Brasil /
14 Jan 2020 / 14:27 H.

Marcelo Rebelo de Sousa congratulou-se com a vitalidade da língua portuguesa, quando falava após inaugurar a exposição “Português de Moçambique no Caleidoscópio” no Centro Cultural Português em Maputo.

O momento mais alto da exposição foi a condecoração da investigadora moçambicana Perpétua Gonçalves com a Ordem do Infante D. Henrique.

“Nós, os mais jovens, nós os menos novos, que lidamos com os mais novos, usamos já muitas palavras que não têm origem no português de Portugal, mas que têm origem no português falado em Moçambique ou em Angola ou no Brasil ou em Cabo Verde ou noutros dos vários espaços que falam português”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

A força da língua portuguesa, prosseguiu, está na sua diversidade e na capacidade de mudança e adaptação ao longo do tempo e no espaço.

O português “une comunidades tão diversas e disseminadas pelo mundo, em todos os continentes, atravessando todos os oceanos, constituindo uma das realidades linguísticas e culturais mais fortes do universo”, frisou.

O chefe de Estado português assinalou que a pujança da língua portuguesa a projectou como língua universal e reconhecida pelas Nações Unidas e por outras organizações internacionais.

Temas