Nigéria recusa ajuda internacional e prefere a de seus multimilionários

À medida que a pandemia por coronavírus começa a ganhar terreno em África, depois de atingir profundamente a Ásia e a Europa, uma dúzia de multimilionários nigerianos decidiram ajudar o seu governo.

01 Abr 2020 / 15:52 H.

De acordo com o Ministério das Finanças da Nigéria, cerca de 30 mil milhões de nairas (60 milhões EUR) foram pagos pelos multimilionários nigerianos ao seu governo para ajudá-lo a combater a pandemia COVID-19.

O dinheiro foi usado para requisitar um estádio de futebol onde se constrói um hospital de quarentena em Lagos, a segunda capital mais populosa do País, que é também o mais populoso do continente.

O referido hospital, poderá ser equipado com aparelhos de respiração de última geração (ventiladores). A Nigéria é um dos raros países africanos, que recusou ajuda internacional. O país, portanto, mostra a voz, força e unidade exemplar para outros países africanos ainda dependentes da ajuda internacional.