Muçulmanos protegem igreja católica para mostrar solidariedade

Um grupo de jovens muçulmanos decidiu proteger a catedral de Lodeve, no sul da França, para demonstrar solidariedade aos fiéis católicos depois do ataque à igreja em Nice, noticia esta sexta-feira a agência Associated Press.

Luanda /
06 Nov 2020 / 14:50 H.

O muçulmano Elyazid Benferhat ficou bastante afectado quando soube de um ataque terrorista contra a igreja em Nice, que provocou três mortos, a 29 de Outubro.

Benferhat e um amigo reuniram um grupo de jovens muçulmanos para ficar de guarda do lado de fora da catedral de sua cidade no feriado de Todos os Santos, para protegê-la simbolicamente e mostrar solidariedade aos fiéis católicos.

Os paroquianos da igreja do século XIII na cidade de Lodeve, no departamento de Hérault, no sul de França, ficaram comovidos. O pároco disse que o gesto lhe deu esperança num momento de turbulência.

al e, com isso, recebeu também ofensas online de algumas vozes de extrema-direita.

Mas Benferhat disse que a resposta foi "90% positiva".

O seu grupo está a considerar como levar a ideia adiante e gostaria de fazê-lo novamente no Natal e para que outras cidades sigam o exemplo de Lodeve.

Mas, por enquanto, todos os serviços religiosos na França estão proibidos pelo menos até 01 de dezembro para tentar retardar o rápido aumento das infeções do novo coronavírus.

O que quer que faça a seguir, "virá do coração", declarou Benferhat.

Temas