Líder da oposição do Mali 'sequestrado' em campanha

O principal partido de oposição do Mali, União para a República e Democracia “URD”, confirmou hoje que seu líder e outros 11 membros estão desaparecidos desde quarta-feira, 25 de Março.

26 Mar 2020 / 17:32 H.

Segundo a africanews acredita-se que Soumaila Cisse e sua comitiva terá sido sequestrados durante uma campanha eleitoral em uma região onde os terroristas freqüentemente realizam ataques. O Cisse perdeu as pesquisas presidenciais para o titular Ibrahim Boubakar Keita em 2013 e 2018.

Em comunicado URD disse hoje que nenhum dos grupos estava acessível desde o final da tarde de quarta-feira, quando eles deveriam chegar à vila de Koumaira, na região norte de Timbuktu.

A declaração do partido referia-se ao incidente como um sequestro, mas não deu mais detalhes sobre quem pode estar por trás dele. "Ainda não há notícias dele ou de sua delegação", disse à Reuters o vice-presidente da URD , Madani Traore.

O partido disse que criou um comitê de crise e instou o governo, militares e forças de manutenção da paz da ONU a ajudar a encontrar o grupo desaparecido. Militantes ligados à Al Qaeda e ao Estado Islâmico lançam ataques frequentes a alvos civis e militares na área.