Greta Thunberg em Davos: “Ciência e voz dos jovens precisam de ser o centro da conversa”

A activista participa no Fórum Económico Mundial que decorre entre os dias 21 e 24 de Janeiro na cidade de Davos, na Suíça: “Eu não sou uma pessoa que pode reclamar por não ter sido ouvida”, admitiu a jovem sueca.

21 Jan 2020 / 15:37 H.

A jovem sueca Greta Thunberg deixou um apelo aos líderes mundiais para ouçam os jovens activistas. A activista participou esta terça-feira no Forum Económico Mundial, que decorre entre os dias 21 e 24 de janeiro na cidade de Davos, na Suíça e inspirou uma nova geração de ambientalistas a participarem no evento este ano.

“A ciência e a voz dos jovens não são o centro da conversa, mas precisam ser”, afirmou Greta Thunberg, acrescentando que “não sou uma pessoa que pode reclamar por não ter sido ouvida”.

Vários jovens activistas viajaram para a estância de esqui de Davos este ano, seguindo os passos de Greta Thunberg. Entre os ‘heróis do clima’ estão o cientista adolescente irlandês Fionn Ferreira, que criou uma solução para impedir que os microplásticos cheguem aos oceanos.

Entre outros jovens activistas encontram-se a sul-africana Ayakha Melithafa de 17 anos, e a canadiana Autum Peltier, que defende a conservação da água desde os 8 anos de idade. “Trata-se de nós e das gerações futuras e daqueles que foram afectados hoje”, salientou Greta Thunberg. “Precisamos de trazer a ciência para a conversa”, frisou a activista.

Temas