Portugueses no exterior podem requerer voto antecipado

Os portugueses que estão fora do país podem requerer voto antecipado até 14 de Janeiro. Quem estiver em confinamento obrigatório poderá pedir voto antecipado de 14 a 17 de Janeiro. Até ao momento, mais de 20 mil portugueses já escolheram esta opção.O mês de Janeiro será marcado pela eleição do próximo Presidente da República em pleno aumento do número de casos e mortes por COVID-19.

11 Jan 2021 / 12:45 H.

Os cidadãos poderão deslocar-se às urnas para votar a 24 de Janeiro, mas também podem fazê-lo antecipadamente de forma a evitar ajuntamentos.

Para evitar deslocações em pleno agravamento do estado epidemiológico, os portugueses têm até 17 de Janeiro para votar antecipadamente, mas as datas mudam consoante a situação de cada cidadão.

Em declarações à Lusa o ministro da Administração Interna (MAI) Eduardo Cabrita, esclareceu que “tudo está a ser feito nesse sentido para que as pessoas que, por razões de saúde pública, estão internadas em estruturas residenciais para idosos, os lares para idosos, na designação mais comum, sejam equiparados a cidadãos em situação de isolamento profilático.

Para votar, será necessário “manifestar essa intenção à administração eleitoral da Secretária-geral do Ministério da Administração Interna” através do site do ministério.

“O pedido pode ainda ser efectuado na freguesia correspondente à morada do recenseamento por quem, mediante exibição de procuração simples, acompanhada de cópia do documento de identificação civil do requerente, represente o eleitor”, explica o Governo.