Maior rio de Itália atinge o nível mais baixo em 70 anos

Em causa está uma realidade que ameaça em larga medida as colheitas locais.

23 Jun 2022 / 11:20 H.

A Itália encontra-se, neste momento, a viver um dos piores períodos de seca já registados, com o maior rio do País, o Pó, a atingir o nível de água mais baixo dos últimos 70 anos, segundo a Bloomberg.

Em causa está uma realidade que ameaça em larga medida as colheitas locais.

Embora grande parte da Europa tenha, este ano, registado uma situação de maior seca face à média, o vale do Pó, localizado no norte de Itália, foi o mais atingido, segundo o Observatório Global da Seca do Centro de Pesquisa Conjunta da Comissão Europeia.

Vários meses sem a existência de chuva e a interrupção, numa fase mais adiantada do ano, dos fluxos de neve derretida provenientes dos Alpes Ocidentais, tornaram visíveis grandes extensões do leito do rio - fazendo com que até um tanque alemão da II Guerra Mundial fosse redescoberto.

Com esta redução das fontes de água, os níveis dos reservatórios hidroeléctricos italianos encontram-se agora em níveis historicamente baixos. Consequentemente, a produção de energia hidroeléctrica, que normalmente fornece 15% das necessidades do país, diminuiu 50% desde 2021.

As cidades localizadas no norte de Itália encontram-se, assim, a racionar água e a fornecê-la em camiões - uma vez que podem ter de vir a enfrentar uma potencial escassez de água potável.