Líderes da UE decidem hoje estatuto de candidato para Ucrânia

A reunião acontece depois que os líderes das três maiores economias da União, o chanceler alemão Olaf Scholz, o Presidente francês Emmanuel Macron e o primeiro-ministro italiano Mario Draghi, estiveram em Kiev para expressar em conjunto o seu apoio à concessão do estatuto com efeito “imediato”.

Luanda /
23 Jun 2022 / 09:58 H.

Os líderes dos 27 da União Europeia (UE) vão decidir esta quinta-feira sobre o processo de candidatura da Ucrânia ao bloco europeu, no arranque de uma cimeira em Bruxelas dominada pelo alargamento, com a guerra como pano de fundo.

Num Conselho Europeu de dois dias antecedido de uma reunião de líderes da UE e dos países dos Balcãs Ocidentais, há anos na “fila de espera” para aderir ao bloco comunitário, os chefes de Estado e de Governo dos 27 vão debruçar-se sobre as recentes recomendações da Comissão Europeia relativamente aos pedidos de adesão apresentados pela Ucrânia, Moldávia e Geórgia já depois de a Rússia ter invadido o território ucraniano, em 24 de Fevereiro passado.

Na última sexta-feira, 17, o executivo comunitário recomendou a atribuição do estatuto de países candidatos à Ucrânia e Moldova, enquanto para a Geórgia propõe que lhe seja dada apenas “perspectiva europeia”, por considerar que são necessários mais passos para o estatuto de país candidato.

As atenções estão inevitavelmente centradas na decisão sobre a Ucrânia, parecendo agora um dado adquirido que os 27 seguirão a recomendação da Comissão, sobretudo desde que, na passada semana, os líderes das três maiores economias da União, o chanceler alemão Olaf Scholz, o Presidente francês Emmanuel Macron e o primeiro ministro italiano Mario Draghi, estiveram em Kiev para expressar em conjunto o seu apoio à concessão do estatuto com efeito “imediato”.