Assembleia regional em Veneza foi inundada minutos depois de chumbar medidas contra alterações climáticas

As medidas para combater as alterações climáticas foram chumbadas na assembleia regional do Veneto, localizada em Veneza.

18 Nov 2019 / 15:08 H.

A região de Veneto, no nordeste de Itália, rejeitou o plano para combater as alterações climáticas na semana passada. A assembleia regional, que se reúne na cidade de Veneza, foi inundada dois minutos depois do plano ter sido rejeitado.

A cidade de Veneza continua a lutar com a ‘acqua alta’,a subida do nível das águas devido às chuvadas que se têm feito sentir na região. Desde terça-feira, 12 de novembro, que a cidade tem sido invadida pela água que circula nos canais que estão dentro da cidade. Cerca de 70% da cidade está a registar cheias, com a água a atingir os 1,87 metros em alguns locais na semana passada, inundando por diversas vezes a Praça de São Marcos.

A proposta de incluir o combate à crise climática no orçamento para 2020 foi rejeitada pelos partidos de direita, que integram a maioria do Conselho Regional de Veneto, incluindo a Liga do Norte e o Forza Italia.

Posteriormente à entrada da água no Conselho Regional, o vice-presidente do partido democrata, Andrea Zanoni, dirigiu-se à sua página pessoal do Facebook.

“Ironicamente, a Câmara foi inundada dois minutos depois dos partidos maioritários rejeitarem as nossas propostas para combater as alterações climáticas”, lê-se na publicação da página pessoal de Zanoni. Andrea Zanoni, um ativista ‘verde’, disse na mesma publicação que as propostas do orçamento incluam medidas para financiar fontes de energia renováveis, substituir transportes públicos a diesel por veículos menos poluentes e reduzir a utilização de plástico.

Temas