Governo afegão bloqueia congresso sindical novamente

A ITUC apelou ao presidente do Afeganistão, Mohammad Ashraf Ghani, para acabar com a obstrução do governo ao trabalho sindical legítimo no país e permitir que o centro sindical nacional NUAWE, afiliado à ITUC, realize o seu congresso.

Luanda /
10 Set 2020 / 10:55 H.

O NUAWE, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores e Empregados do Afeganistão, deveria realizar seu congresso em 5 de Setembro, mas foi ordenado pelo Ministério da Justiça a cancelá-lo. Uma tentativa anterior da organização de realizar seu congresso em Fevereiro também foi proibida pelo governo.

O governo renegou sua promessa de desbloquear a conta bancária da organização e interferiu sistematicamente nos preparativos para o congresso que estavam em andamento. Também se recusou a devolver propriedades confiscadas pertencentes à central sindical até que um congresso fosse realizado. Além disso, falhou em cumprir sua promessa ao Comitê de Liberdade de Associação da OIT de parar de interferir nos assuntos do NUAWE.

“Esta é uma violação grosseira dos direitos dos trabalhadores no Afeganistão à liberdade de associação. O governo não cumpriu seus compromissos e parece determinado a privar os trabalhadores da representação sindical. Colocou a NUAWE em uma posição impossível, recusando-se a devolver propriedades ao sindicato até que um congresso seja realizado, e então recusando-se a permitir que um congresso seja realizado. Apelamos ao Presidente Ghani para acabar com a interferência nos assuntos do sindicato e garantir que o governo cumpra as suas obrigações de respeitar a liberdade de associação ao abrigo do direito internacional ”, disse a secretária-geral da CSI, Sharan Burrow.

Para ler a carta da ITUC ao Presidente Ghani: https://www.ituc-csi.org/letter-afghanistan-nuawe

Temas