Homens armados raptam 3 chineses a trabalhar em projecto hidroeléctrico

Os assaltantes atacaram funcionários do projecto "SinoHydro" no estado do Níger na terça-feira à tarde, fez saber o porta-voz da polícia estatal, Wasiu Abiodun, através de um comunicado.

06 Jan 2022 / 13:14 H.

Um grupo de homens armados raptou três chineses que trabalhavam num projecto de uma barragem hidroeléctrica no centro da Nigéria, num assalto em que mataram também dois trabalhadores locais, anunciou hoje a polícia nigeriana.


Os assaltantes atacaram funcionários do projeto "SinoHydro" no estado do Níger na terça-feira à tarde, fez saber o porta-voz da polícia estatal, Wasiu Abiodun, através de um comunicado.

"A equipa de polícia responsável pela segurança das instalações confrontou os assaltantes, houve uma troca de fogo e conseguiu salvar quatro expatriados. Mas um deles e dois empregados locais foram alvejados", disse Abiodun.

Os dois funcionários locais morreram mais tarde no hospital.

"No decurso do duelo, três expatriados (chineses) foram raptados, enquanto tentavam alcançar a segurança", assinala-se na declaração.

No país mais populoso de África, os gangues criminosos visam frequentemente os trabalhadores estrangeiros empregados em projectos de infra-estruturas para obterem resgates.

Os trabalhadores chineses foram visados várias vezes na Nigéria nos últimos meses. Trabalham em projectos de infra-estruturas multibilionárias, incluindo minas, caminhos-de-ferro, aeroportos e estradas, e são alvos particularmente cobiçados por estes bandos organizados.

Embora as autoridades raramente confirmem a entrega de dinheiro, as vítimas são normalmente libertadas após o pagamento de um resgate.