Wi Project estreiam-se no mercado discográfico com `Kudissanga´

Produzido e gravado de forma independente, o disco conta com a participação de artistas angolanos, bem como de músicos de renome de Israel, África do Sul, Botswana e RD Congo.

Luanda /
12 Out 2019 / 12:58 H.

O duo musical, “Wi” (Wi Project), vai apresentar no dia 17 de Outubro, o seu primeiro Álbum, intitulado “Kudissanga”, num concerto a acontecer no Miami Beach, na Ilha de Luanda, com inicio as 19 horas, que contará com a participação especial do percussionista Cubano Yasmane Santos.

O duo musical fundado pelo angolano Wilder Amado (voz, violão, baixo) e o israelita Ilia Kushner (saxofone, flauta, limba), encontraram-se pela primeira vez em 2012 em Luanda, onde começaram a trajectória de colaboração artística e projectos de carácter variado, nomeadamente acompanhamento de artistas angolanos, internacionais, produção, trabalhos individuais e, ao longo da partilha conjunta nasce a ideia do “WI Project”.Em Angola os “Wí” têm como parceiros a Fundação Arte e Cultura e o Bar Gin. O nome “Wì”, nasce da junção das letras iniciais dos nomes dos integrantes (Wilder Amado e Ilia Kushner) e também pelo significa do calão Luandense. Nem Wilder nem Ilia se definem pelo local de nascimento, simplesmente como seres humanos - afropolitanos e cidadãos do mundo. Assim, a sonoridade do duo é abrangente, e assenta no afro jazz, MPB, reggae, funk, música latina, fusão de estilos alternativos de raiz africana, e angolana em particular, como Kilapanga ternária e Massemba. O seu repertório é composto quer por músicas originais como por covers de temas em português, inglês, espanhol, crioulo cabo-verdiano e antilhano, línguas regionais angolanas (kimbundu, umbundu, tchokwe), lingala (RD Congo), douala (Camarões) e hebraico.