Missão do Dondi elevada a Património Nacional

Passados mais de um século de existência a Missão representa o símbolo vivo da pregação do evangelho e por mérito próprio transformou-se no coração da Igreja Evangélica Congregacional em Angola

Angola /
02 Ago 2022 / 10:03 H.

Com mais de cem anos de existência, a Missão do Dondi, situada no município do Cachiungo, na província do Huambo, foi elevada à categoria de Património Histórico-Cultural Nacional, em acto presidido, domingo, pela governadora, Lotty Nolika.

Durante a cerimónia, a governadora do Huambo recorreu a uma passagem bíblica do livro Eclesiastes - 3:1, tendo realçado que, "passados 108 anos desde a implantação da histórica Missão do Dondi, hoje, justa e oficialmente declaramos como Património Histórico-Cultural Nacional”.

Passados mais de um século de existência, segundo a governante, a Missão representa o símbolo vivo da pregação do evangelho e por mérito próprio transformou-se no coração da Igreja Evangélica Congregacional em Angola.

A dirigente referiu que a importância a que a Missão do Dondi se reveste vai além do aspecto espiritual, por continuar a ter um papel social assinalável, e lembrou serem evidentes os resultados do nível da formação de quadros nacionais de elevada capacidade.

"Foram muitas almas que conheceram a cura espiritual e física no Hospital do Dondi, podemos dizer sem medo de errar que o ADN desta Missão está indelevelmente marcado na sociedade angolana, em geral e do Centro e Sul do Pais, em especial. Daí que, a inclusão da Igreja da Missão do Dondi na lista de Património Histórico-cultural Nacional não é fruto do acaso, é meritório”.