“Madame Satã” em cartaz na Academia

No âmbito das suas actividades culturais, a Academia BAI, exibe na sua rubrica “Grandes obras grandes filmes”, o lendário “Madame Satã”.

21 Fev 2020 / 10:57 H.

O filme remonta para as favelas do Rio da década de 1930, onde João Francisco dos Santos é várias coisas, filho de escravos, ex-presidiário, bandido, homossexual e patriarca de um bando de párias. No bairro da Lapa vive encarcerado entrando e saindo da prisão, artista transformista, sonha tornar-se num grande astro dos palcos. É neste ambiente que João Francisco transformar-se-á no mito Madame Satã, nome inspirado no filme de Cecil B. de Mille.