Doença neurológica põe fim à carreira de Bruce Willis

Bruce Willis foi nomeado três vezes para os Globos de Ouro (prémios de cinema), venceu uma vez, e para os Emmy Award (prémio de televisão) como actor principal

Luanda /
31 Mar 2022 / 11:18 H.

A família do actor, um dos mais populares da sua geração, anunciou que Bruce Willis sofre de afasia, sintoma de uma doença neurológica que pode ter várias origens, não foi explicada qual.

Tanto a mulher do actor, Emma Heming Willis, como a ex-mulher, Demi Moore, tal como as filhas do actor, recorreram às redes sociais, em concreto ao Instagram, para anunciaram a saída de cena de Bruce Willis, revelando, e mais uma vez, como a família funciona como um todo.

Demi Moore anunciou no Instagram que seu ex-marido Bruce Willis havia sido recentemente diagnosticado com afasia – um distúrbio que afecta o centro de linguagem do cérebro e por isso condiciona drasticamente a capacidade de falar ou compreender a linguagem falada.

Ao post de Demi Moore, assinado por toda a família, foi partilhado também por Rumer, a filha mais velha do actor que escreveu: "Queríamos partilhar com os seus incríveis fãs que o nosso querido Bruce tem tido alguns problemas de saúde e foi-lhe diagnosticada, recentemente, afasia, doença que está a comprometer as suas capacidades cognitivas. Por isso, e após muito ponderar, o Bruce vai afastar-se da carreira que tanto significa para ele."

A afasia é um sintoma, uma perda parcial ou total da capacidade de expressar ou compreender a linguagem falada ou escrita e, segundo os manuais de saúde, resulta “de danos às áreas do cérebro que controlam a linguagem”, que podem advir de um acidente vascular cerebral, um traumatismo craniano, uma infecção cerebral, em que se distingue por não ser progressiva, ou de um tumor cerebral em expansão – à medida que tumor cresce, vai fazendo pressão em áreas do cérebro que controlam a função da linguagem e, assim, prejudicar a capacidade de expressar ou entender a linguagem”. Acrescenta-se, ainda que “alguns tipos de demência” podem resultar desta perturbação neurológica.

No caso de Bruce Willis, a família não deu grandes detalhes sobre o que está na origem destes sintomas, assumindo que o actor está a viver “um momento realmente desafiante”.

Demi Moore escreveu ainda no seu post do Instagram que “estamos a enfrentar todo por isso como família, forte e unida, e quisemos partilhar com os seus fãs porque sabemos o quanto ele significa para você, assim como o que todos vocês significam para ele”. “Como Bruce sempre diz, ‘viva’, e juntos vamos fazer exactamente isso.”

O post é assinado “Emma, Demi, Rumer, Scout, Tallulah, Mabel & Evelyn” –as mulher e ex-mulher do actor e os respectivos filhos. Moore é mãe de Rumer, Scout e Tallulah, e Heming de Mabel e Evelyn.

No post podemos ver Willis mais jovem, sorridente, vestido com um roupão, óculos de sol, uma corrente de ouro com uma cruz e uma toalha na cabeça.

Bruce Willis começou por se celebrizar como Davod Addison, numa popular série de televisão da ABC, que foi transmitida entre 1985 e 1989, ‘Modelo e Detective’ (Moonlighting), em que entre bandidos e crimes tentava seduzir, e seduziu, Cybill Shepherd, mas ganhou projecção mundial como John McLane, o protagonista da saga ‘Die Hard’, começando com o celebérrimo ‘Assalto ao Arranha Céus’, em 1988, e continuando com uma série de cinco filmes, o último dos quais em 2013.

Transformou-se num duro com uma piada ao canto da boca, e integrou o elenco de filmes memoráveis como ‘Pulp Fiction’ ou ‘Sexto Sentido’, ‘A Fogueira das Vaidades’, ‘12 Macados’ ou o ‘5º Elemento’.

Bruce Willis foi nomeado três vezes para os Globos de Ouro (prémios de cinema), venceu uma vez, e para os Emmy Award (prémio de televisão) como actor principal, também venceu uma.