OCDE prevê maior desaceleração da economia mundial desde 2009

20 Set 2019 / 12:19 H.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) fez um apelo para os dirigentes globais encerrarem a guerra comercial e estimularem o crescimento a fim de conter a desaceleração, que se verá reflectida em 2019 no menor nível de crescimento desde a crise financeira de 2008/2009.

“Todos os riscos que observamos nos levam a um terreno perigoso para o crescimento, mas também para o emprego”, alertou Laurence Boone, economista-chefe da OCDE citado pela AFP, na apresentação das previsões de crescimento para a economia mundial.

A OCDE, que revisa seus dados quatro vezes ao ano, aponta que 2019 terá o menor crescimento mundial “desde a crise financeira” de 2008 - quando foi de 2,9%, antes de cair em recessão e registrar -0,5% no ano seguinte..

Segundo as previsões da OCDE, o crescimento mundial ficará abaixo de 3% este ano, a 2,9%, o que representa 0,3% a menos que nas previsões de maio.

Os dados são mais pessimistas que os do Fundo Monetário Internacional (FMI), que em Julho previu um crescimento de 3,2%.